Language
Atualização constante a respeito das legislações

Ex-presidente lança livro sobre Novo Código de Ética dos Advogados

segunda-feira, 17 de outubro de 2016 às 20h47

Brasília – O ex-presidente da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, lançou na tarde desta segunda-feira (17), na sede do Conselho Federal da Ordem, em Brasília, o livro Comentários ao Novo Código de Ética dos Advogados. A publicação é atualizada de acordo com o Novo Código de Ética e Disciplina da OAB (resolução 2 de 19/10/2015), com as resoluções 1 de 24/02/2014 e 3 de 12/04/2016 do Conselho Federal e Leis 13.245 e 13.247 de 12/01/2016, que alteram o Estatuto da OAB. Coêlho destacou que o livro pretende contribuir para o respeito aos profissionais do Direito.

“O novo código de ética entrou em vigor no dia 1º de setembro e passa a ser uma obrigação de todos os advogados, como também dos estudantes de Direito, membros da comunidade jurídica e a própria sociedade conhecer os novos balizamentos desta importante matéria porque o advogado deve ser um profissional respeitado para exigir respeito da sociedade. O livro vem para apresentar essa conduta necessária do advogado. Ética e prerrogativas são duas faces da mesma moeda, que significam a valorização do advogado. É importante que o advogado se comporte dentro dos parâmetros éticos e por isso a importância dessa obra”, disse Coêlho.

Na ocasião, Coêlho ainda falou a respeito de outra obra de sua autoria: “Direito Eleitoral, Processual Eleitoral, Penal Eleitoral”. De acordo com ele, o livro busca contribuir para a realização de eleições mais limpas e justas. “Trata-se de importante matéria que diz respeito diretamente à democracia no Brasil. Temos de verificar os regramentos existentes para cumpri-los no sentido de que tenhamos eleições livres, legítimas, com diminuição do abuso do poder político e econômico, com a diminuição e proibição efetiva da compra de votos, a proibição do caixa dois de campanha para que tenhamos no Brasil cada vez mais uma democracia autêntica e que o voto seja livre e o eleito seja o verdadeiro representante da vontade popular. É disso que também cuida o livro”, afirmou ele.




VOLTAR AS NOTÍCIAS

Selos
Cliente Attend